Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


mestiça

por jorge c., em 23.06.14

Uma cidade mestiça é uma cidade mestiça e não há nada a fazer. Todos os dias somos coisas diferentes. Umas vezes homens do rio, outras do campo e outras ainda dos montes. Acordamos no meio desta cidade a querer ser muita gente, a querer ser gente. E então fala-se alto, gesticula-se, como se cada momento fosse o derradeiro, na ânsia de se ser notado, e o que parece uma vaidade é só o medo da insignificância. É um medo que se transforma em tensão que nos amarga os corações. É gente rude, dizem. Mas, como, se a cada olhar cruzado com o rio, a cada movimento da muleta, a cada respirar dos bichos, a cada compasso fandango, os olhos se deitam sobre a vida como velhos amantes que se tocam com gestos de cuidado?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Correio

bordadauga@gmail.com


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

turistas